• sex shop - sexshop - sexyshop - produtos eróticos
  • atendimento online de
    2ª a 6ª feira das 9h às 17h
Categorias

Mês dos namorados: Mulheres, somos o novo alvo da indústria pornô

01/06/2018
  • Mês dos namorados: Mulheres, somos o novo alvo da indústria pornô
    Era a época que as mulheres não podiam mostrar que gostam e querem ter prazer. Depois da revolução sexual nos anos 60, tomamos voz, fizemos nossas vontades ser respeitadas e ouvidas - até na cama. De fato a mudança foi lenta, pois até hoje alguns assuntos ainda são tabus. O emponderamento feminino sexual inclui sentir prazer sozinha (já que relacionamentos estão cada vez mais difíceis) a até entretenimento sexual. Sim, conteúdo erótico hoje também é pensado para o público feminino.

    Em um estudo de material pornográfico recente, feito na Universidade de Yale (EUA), ficou claro que não são apenas os homens que se interessam  em material erótico e pornografico on-line - 31% das mulheres agora clicam por diversão e em número cada vez maior a cada ano. O ambiente virtual é mais fácil para as mulheres expressarem suas emoções, tendo nas mãos a segurança de acessar esses conteúdos em seus telefones, tablets e notebooks. Em números, 71% do tráfego de conteúdo erótico feminino veio de smartphones, o que indica que muitas de nós preferem um acesso que esteja em nosso alcance rápido e seja seguro.
     
    Sexo para mulheres reais
     Hoje ninguém mais precisa alugar uma fita na locadora para ver um vídeo pornô. Há vários sites com videos gratuitos e on line de sexo: tanto videos com qualidade de imagem Hd como até vídeos reais e caseiros. Pouca gente sabe, mas este vídeos caseiros ganharam muita popularidade graças ao voyerismo de muitos casais e também por que muitas pessoas (homens e mulheres) cansaram das caras e bocas fake dos filmê pornôs tradicionais, queriam gemidos e expressões reais - especialmente o público feminino, que sofria do estigma de ter que agir como uma atriz pornô. No Brasil, o site mais acessado para assistir conteúdo erótico real e de alta qualidade é o videosexoonline.com.  
     
    Qualidade de imagem
     Muitas mulheres quando vão assistir a vídeos pornôs precisam ter atração pela imagem que vêm para sentir excitação: e isso inclui qualidade de imagem e beleza - incluindo doa atores que encenam, que precisam ter corpos e rostos perfeitos. Preferência é preferência! Se você deseja ?historinha?, com qualidade HD e atores atraentes o melhor site é o www.x-art.com.
     
    Situações autênticas
     Quando produtoras mulheres entraram em cena e viram que o sexo dos filmes pornôs eram massivamente violento e machistas, elas resolveram revolucionar e partir pra produções com olhar e conteúdo erótico voltado para o público feminino. Elas perceberam que vídeos com histórias mais reais e cotidianas do universo sexual davam mais prazer para a mulher que assiste. Se você procura qualidade de conteúdo e de vídeo, vai gostar de acessar o conteúdo erótico pornô da www.joybear.com.

    Romance e Sexo
    Há mulheres que não assistem e não gostam de filmes pornôs pois acham que não há romance e nem sentimentos envolvidos - o que na maioria das vezes é uma reclamação real. Porém se é disso que você sente falta, ou esse é o motivo que você não vê conteúdo erótico pornô o site www.brightdesire.com trabalha com produções mais leves e que contém envolvimento mais íntimo e mais realista.

    Feminismo na veia
    Em vários pontos a sociedade feminista americana está a passos largos de nós, e isso inclui a indústria pornô. Enfatizar o foco no prazer feminino nessas produções é uma obrigação de saúde pública, emocional e mental, defendendo o ponto de vista que a maioria de nós mulheres não sente prazer tão fake num sexo oral ou anal violento. Se você é uma mulher dessa opinião o site www.luciemakesporn.com  inspira, excita e foge dos clichês pornôs voltados para o sexo masculino.

    Conclusão:
    Nós mulheres podemos sim gostar de assistir filmes pornôs. Os filmes eróticos nos ensinam e abrem a mente para o prazer sozinha ou acompanhada, além de hoje em dia nos dar opções mais realistas sobre o que estamos assistindo. É bem verdade que a indústria pornô brasileira ainda tem muito o que aprender sobre prazer feminino com as produções de fora, porém para quem não sabe, nossos artistas são muito bem valorizados lá fora. O que pedimos é cautela na hora de consumir conteúdo erótico, melhora na visão do sexo como fonte de prazer igualitário, sem exageros ou extremos só para as mulheres. Feminismo não é o oposto de machismo, é busca por igualdade em qualquer aspecto, inclusive sexual.  

Compartilhe

Comentários

Este site utiliza tecnologias como cookies para melhorar sua experiência de acordo com nossa política de privacidade. Ao permanecer navegando, você concorda com estas condições.

Estamos ocupados atualizando nossa loja para você e voltaremos logo.

Whatsapp