• sex shop - sexshop - sexyshop - produtos eróticos
  • atendimento online de
    2ª a 6ª feira das 9h às 17h
Categorias

Terapia Sexual: o que homens e mulheres devem saber

08/01/2019
  • Terapia Sexual: o que homens e mulheres devem saber
    Vamos falar sobre sexo. A saúde sexual é uma parte essencial do bem-estar físico e emocional geral. Mas se você está enfrentando um problema sexual, a última coisa que você provavelmente quer fazer é falar sobre isso. Se a vergonha o impede de procurar ajuda, saiba: 43% das mulheres e 31% dos homens relatam algum grau de disfunção sexual. A terapia sexual é projetada para chegar ao fundo das questões sexuais, como a vergonha - e revertê-las.

    Trabalhando com um terapeuta para abordar problemas de libido e outros problemas de saúde sexual

    Quer você trabalhe com um psiquiatra, psicólogo ou conselheiro sexual ou de casamento, a terapia sexual pode ajudar com uma variedade de problemas físicos e emocionais que podem interferir na satisfação sexual, como disfunção erétil, baixa libido, história de abuso e outros. E isso pode ajudar você e seu parceiro a lidar com essas questões em um ambiente de apoio ou educacional.

    Então, o que a terapia sexual realmente implica? E quem se qualifica o terapeuta sexual? Continue lendo para descobrir a verdade sobre esse tipo de terapia.

    Terapia Sexual é como outras formas de Aconselhamento Terapêutico
    Ao contrário do que alguns acreditam, não há nada estranho, desviante ou pervertido acontecendo por trás da porta do consultório de um terapeuta sexual. De fato, a terapia sexual não é muito diferente de outras formas de aconselhamento psicológico. É um tipo de psicoterapia que também leva em consideração possíveis problemas físicos. Quando um casal chega com um problema sexual, tenta-se descobrir como cada um deles pode estar contribuindo para o problema. É examinado o comportamento, gradualmente interpretado o problema e desenvolvidas soluções.

    Você vai explorar o lado psicológico do sexo e sexualidade
    Seu terapeuta irá ajudá-lo a lidar com questões emocionais que podem estar contribuindo para problemas sexuais, como a disfunção erétil, por exemplo. A terapia sexual geralmente começa com o aprendizado sobre a ansiedade de desempenho e, em seguida, passa a ensinar a um casal como estabelecer linhas de comunicação abertas para discutir desejos e necessidades sexuais. O casal também pode explorar questões que causam estresse no relacionamento".

    Você aprenderá a ser mais consciente
    No treinamento de conscientização, você aprende a estar presente e focado no aqui e agora, em vez de se deixar distrair pelas listas de compras e pelos horários das crianças. Ao usar este conceito na terapia sexual, você aprende a bloquear pensamentos estranhos, assim como pensamentos negativos que você possa ter sobre o seu corpo ou seu desempenho. Em vez disso, você é orientado a pensar apenas em como seu corpo está reagindo à estimulação sexual.

    O desenvolvimento das habilidades de atenção à sexualidade beneficia a motivação e a resposta sexual diretamente, permitindo que o casal foque - sem julgamento - em sensações sexuais que seus corpos antes e durante a relação sexual têm, e indiretamente, melhorando humor e diminuição do estresse e ansiedade.

    Questões não serão ignoradas na Terapia Sexual
    Se houver um problema físico, como vulvodinia ou impotência devido à radiação causada pelo câncer, o terapeuta encaminhará você a um especialista médico, que trabalhará em conjunto com o terapeuta sexual.

    O que esperar com o trabalho de terapia sexual
    Embora nada de natureza sexual aconteça no consultório, o terapeuta pode oferecer algumas ideias para coisas que você pode experimentar em casa. Ele pode sugerir que você experimente exercícios de foco sensorial, que são projetados para ajudá-lo(a) a se sintonizar mais com seu parceiro. Os exercícios são tipicamente feitos em etapas, começando com o toque ou acariciando em qualquer parte do corpo, exceto os seios e áreas genitais. O objetivo é experimentar a sensação de tocar em vez de tentar atingir o orgasmo. Eventualmente, os exercícios podem levar ao ato sexual.

    Leve seu parceiro(a) para a terapia sexual, mas nem sempre é necessário
    Os terapeutas sexuais podem ser muito úteis guiando uma pessoa à ajudar a si, ou ajudar seu parceiro a superar os comportamentos autodestrutivos - por exemplo. Ou pode-se trabalhar um a um, e depois trabalhar com o casal como uma unidade.

    Uma coisa é certa: sob nenhuma circunstância você deve tirar a roupa no consultório de um terapeuta sexual ou o terapeuta deve tocá-lo. Os terapeutas sexuais não tocam em seus pacientes, a menos que sejam ginecologistas ou urologistas, e um exame físico esteja envolvido.

    Seja exigente ao consultar um terapeuta sexual
    Essa pessoa irá ajudá-lo com seus segredos mais íntimos, por isso tem que ser alguém em quem você confia. Você precisará se sentir seguro e assumir os riscos. Primeiro, comece considerando o terapeuta de gênero com o qual você e seu parceiro se sentem mais à vontade.

    Se você é LGBT, certifique-se de que o terapeuta seja treinado e tenha conhecimento de uma maneira que faça você se sentir valorizado. Habilidades básicas de aconselhamento e relacionamentos são determinantes da qualidade das experiências de terapia dos clientes LGBT. Também são variáveis importantes considerar a formação profissional do terapeuta, se ele possui experiência com pacientes LGBT ou entende de questão de identidade de gênero. Variáveis do paciente também interferem, tais como o estágio de desenvolvimento da identidade, estado de saúde e apoio social, questões ambientais, como a confidencialidade do ambiente terapêutico, também são um fator importante.

    Geralmente, há alguma indicação, como página nas redes sociais, site dos terapeutas - da que eles têm experiência nessa área.

    Onde encontrar o terapeuta sexual certo para você
    Peça para ver o credenciamento. Um(a) sexpert não é um terapeuta sexual. Eles (as) não têm o mesmo licenciamento que os terapeutas sexuais. Em comparação com a terapia sexual, o sexpert é menos rigoroso e não há um regulamentado para a execução da profissão. Os terapeutas sexuais geralmente têm graduação em casamento e terapia familiar, trabalho social, teologia, psicologia ou medicina.

Compartilhe

Whatsapp